Artigos

AS DOZE COMPETÊNCIAS DA LIDERANÇA

Por Cíntia Bortotto para o RH.com.br

Muito se estuda sobre o clima nas empresas, retenção de funcionários, índice de engajamento e cada vez mais fica clara a importância que a liderança tem nisso tudo. A correlação de boa liderança com bom clima, maior retenção e engajamento é comprovada por pesquisas feitas por grandes consultorias empresariais, normalmente internacionais, que se dedicam a estes temas.

O bom líder inspira, motiva e além de fazer com que as pessoas acreditem em si mesmas, consegue mais produtividade, não por regras ou imposições, mas por relacionamento e comprometimento. As empresas sabem que, quanto melhor a sua liderança, maior a produtividade e mais sustentável é o negócio, por isso, a busca desenfreada por bons líderes tem destaque no mundo corporativo de hoje.

Mas afinal, liderança é...

Liderança é competência que requer inúmeros conhecimentos, habilidades e atitudes para fazer com que os objetivos sejam atingidos, por meio de pessoas inspiradas. De maneira resumida, é conseguir retirar o que há de melhor em cada membro da equipe, em prol de resultado que é esperado e desejado pela instituição em que o trabalho acontece.

Muito se fala sobre do que é composta a liderança, ou como se desenvolve a liderança. É difícil dizer ou resumir, pois são muitas variáveis em contextos, negócios, equipes diferentes, que, muitas vezes, pedem habilidades e competências diferenciadas. Vou sugerir 12 competências que, por meio de minha experiência e da literatura disponível, considero as mais importantes.

CRIE UMA VISÃO - O líder direciona, logo deve ter norte, visão. Ele deve traduzir estratégias mais complexas e de longo prazo em objetivos claros, factíveis. Deve mostrar onde e como cada membro relaciona-se e impacta no resultado final dos trabalhos.

INSPIRE OS OUTROS EM PROL DA VISÃO - Ao líder cabe, além de mostrar os benefícios do resultado do trabalho do grupo para a empresa, apontar e inspirar cada membro da equipe de forma única. A unicidade é extremamente motivadora. Reconhecer a singularidade de cada um e mostrar os benefícios do trabalho para cada membro inspira em prol da visão.

COMUNIQUE CLARAMENTE - Durante o exercício da liderança, comunicar claramente e de forma transparente e verdadeira é uma das tarefas mais importantes e que demandam mais atenção. O verdadeiro líder sabe disso e dedica parte de seu tempo para se comunicar com a equipe, fazer-se claro e ter certeza de que todos têm acesso às informações relevantes para a confecção do trabalho.

MOTIVE AS PESSOAS - As pessoas precisam de doses extras de motivação, por mais que, muitas vezes, a motivação seja intrínseca. É claro que as pessoas motivam-se por estímulos diferentes, dependendo do nível, idade, aspiração etc. Às vezes, para uma pessoa, o mais importante é um feedback; para outra, um reconhecimento em público; para outra, um prêmio, como uma viagem, por exemplo. As pessoas têm motivações diferentes. Descobrir a motivação de cada membro e trabalhar para que se sintam estimulados é uma das tarefas do bom líder.

DÊ FEEDBACK - Esta é a ferramenta mais importante em termos de desenvolvimento das pessoas. O feedback é comunicação que faço a alguém sobre a minha percepção de determinado comportamento. Quando faço isso com uma intenção genuína de desenvolvimento, de maneira específica e oportuna, normalmente o outro (seja subordinado, par ou até o chefe) entende e agradece, pois percebe que é para desenvolvimento ou para reforçar um comportamento positivo.

UTILIZE OS TALENTOS DE CADA UM - Uma das principais competências da boa liderança é identificar o que cada um faz de melhor e colocar a pessoa certa no lugar certo. Para isso, a prática da empatia e a conversa constante são importantes. Saber o que as pessoas fazem bem, como se sentem fazendo algo que gostam, e propiciar a prática de tarefas para as quais as pessoas têm talento, aumenta a motivação e a retenção, além de se ter um desempenho melhor nas atividades. Dependendo da rigidez da estrutura organizacional, isso pode ser mais difícil, mas, para um líder criativo, sempre há esta possibilidade.

CRIE UMA EQUIPE COESA - Para isso, o líder deve incentivar o trabalho em equipe e gerar um ambiente propício ao feedback. Ele tem de estar atento e não entrar de maneira alguma em armadilhas como fofocas da equipe. Precisa também saber como utilizar os talentos de cada um nos projetos, mesmo que o projeto não seja da área da pessoa. É óbvio que, para fazer isso, papéis e responsabilidades devem ser muito bem definidos na hora da delegação. Também é importante fazer um bom uso da comunicação. Sugiro reuniões semanais, assim o grupo sabe o que está acontecendo na área como um todo e, com o tempo, eles mesmo se oferecem para ajudar o colega com algo que têm talento e é parte da tarefa do outro.

SEJA O EXEMPLO - De nada adianta falar uma coisa e fazer outra. No exercício da liderança, as pessoas querem perceber congruência entre fala e ação. Elas sempre irão seguir ou se deixar abater pelas ações e não pela fala. Portanto, exerça o que fala. Isso fortalecerá sua imagem de líder.

TOME DECISÕES - Esta é uma competência complexa no exercício da liderança. Para se tomar as decisões de forma acertada, você dependerá do número de informações que tem da qualidade das mesmas, do tempo, das consequências de tomá-la de forma rápida e/ ou de tomá-la de forma errada. Tem de pensar também nas consequências de não tomá-la. Tudo isso deve ser ponderado na prática da tomada de decisão. Pelas minhas experiências, aconselho: não tomar a decisão no momento certo, em geral, traz mais malefícios do que tomá-la.

GERENCIE CONFLITOS - Conflitos são inerentes às relações humanas, afinal, as pessoas não veem os processos e as tarefas da mesma forma. A apresentação de opiniões diferentes ou posições antagônicas normalmente gera conflitos. Ao líder, cabe tirar o melhor do conflito, ou seja, melhorar uma ideia existente, alinhar expectativas diferentes. Mas o mais importante mesmo é saber conduzir o desfecho do conflito para um acordo.

RECONHEÇA! - Muitos líderes não entendem a importância do reconhecimento, mas as pessoas gostam de ser valorizadas por aquilo que fazem. Já escutei muito em minha carreira: "Reconhecer para que, se eles não fizeram nada além da sua obrigação?". Mas o reconhecimento é uma forma de humanizar a relação, de dizer percebi que você fez tal coisa e que gostei. É impressionante o poder do ato de reconhecer. No exercício da liderança, afirmo: os líderes que reconhecem as pessoas que os cercam têm mais presença e imprimem uma imagem mais forte e impactante.

CELEBRE AS VITÓRIAS - Por fim, afirmo que celebrar é também uma das competências de um bom líder. Reserve um tempo na sua agenda para demonstrar aos seus subordinados que buscar a meta é importante, mas comemorar a realização dela também o é. E aí, na celebração, é possível dar o tom do quanto àquela meta foi alcançada em equipe, ou se alguém teve um destaque em especial. É uma maneira de fortalecer o time e ainda criar um ambiente que os incite a querer sempre poder comemorar. Isso é ótimo, porque significa que as pessoas irão cada vez mais buscar resultados.

Para conseguir exercer todas estas habilidades, existem vários caminhos. Entre eles, aconselho o coaching e treinamentos, mas é só na prática, com planos de ação bem objetivos, com responsabilidades e datas, que percebemos se, de fato, a pessoa irá conseguir e quais obstáculos ela irá encontrar. No exercício da liderança, surgem muitas descobertas sobre seus próprios sentimentos, atos e valores. Para cada habilidade, eu recomendaria algo diferente, mas, para todas, é preciso criar sempre um plano de ação bem focado.

Se sucesso for traduzido como equilíbrio em vários pilares da vida, ser um bom líder não é necessariamente sinônimo de ser bem-sucedido. Podemos encontrar líderes excelentes com a vida pessoal destruída e, para minha ótica, baseada no equilíbrio, uma pessoa assim não é bem-sucedida. Mas se sucesso for traduzido de maneira mais reduzida, apontando apenas para o aspecto profissional, a liderança bem exercida possibilita uma carreira mais longa e acesso a cargos que, quem não a desenvolve, não consegue alcançar. Portanto, desenvolver as competências da liderança é fundamental para sua caminhada profissional. Siga confiante e boa sorte!

Mais Artigos...
  • A Arte de Ouvir
  • Os perigos e os custos de se contratar errado
  • 10 ERROS FATAIS NA HORA DE PROCURAR EMPREGO
  • O que é Sucesso para você?
  • Saiba quais programas de computador são exigidos em cada área

Painel do Usuário

Procurar vaga

Palavra chave
Categoria
Profissão
 

lgcrescercacis